Minha conta        Carrinho de compra :   0 itens
Busca :  

Login:
Senha:

* Esqueceu sua senha * Cadastre-se

Categorias

 
 
 
 
Downloads

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Livros » Coleção
Manifestos Neoístas/Greve de Arte (1990-1993)
Manifestos Neoístas/Greve de Arte (1990-1993)
Manifestos Neoístas/Greve de Arte (1990-1993)
Stewart Home


Manifestos Neoístas

´Atacamos o culto ao indivíduo, os ´eu-mesmistas´, as tentativas de se apropriar de nomes e palavras para um uso exclusivo. Rejeitamos a noção de copyright. Pegue o que puder usar.´ Trecho de Manifestos Neoístas

O NEOÍSMO é uma vanguarda influenciada pelo futurismo, dadaísmo, Situacionismo e Punk, que emergiu da Rede da Mail Art no final dos anos 1970. Seu principal idealizador foi Stewart Home.

Entusiasta do plágio positivo, Stewart Home sustenta que ´a grande vantagem do plágio como método literário é que este descarta a necessidade do talento´. Nos Manifesto Neoístas, o próprio autor estimula iniciantes no movimento a plagiarem seus textos!

´Afirmamos que o plágio é o verdadeiro método artístico moderno. O plágio é o crime artístico contra a propriedade. É roubo, e na sociedade ocidental o roubo é um ato político´ Trecho de Manifestos Neoístas

Manifestos Neoístas / Greve da Arte é um livro duplo. Traz de um lado a seleção de um material que há muito tempo não se encontrava disponível - material das edições de 1 a 8 da revista Smile - e de outro, textos que fizeram apologia e sustentaram a recusa da produção artística no Reino Unido e (no mundo) entre 1990 e 1993.

A revista foi um dos principais difusores do movimento neoísta fazendo parte do projeto coletivo de nomes múltiplos que pretendia romper com os conceitos de autoria. O Neoísmo é uma filosofia prática que faz, tanto na forma quanto no conteúdo, uma crítica estrutural à individualidade, às artes e ao capitalismo.

Greve de Arte (1990-1993)

Além dos Manifestos Neoístas de S.Home, o livro traz fotos e reportagens da época, ilustrações neoístas, entrevistas com a autor e, apresenta também, exemplos de seus escritos mais polêmicos do período imediatamente anterior à sua entrada no grupo e de logo após seu rompimento com o Neoísmo.

A Greve da Arte foi sugerida por Stewart Home e o Grupo PRÁXIS tendo como objetivo o desmantelamento do aparato cultural existente no Reino Unido. Esta greve anunciou a interrupção total de todas as produções culturais por um período de três anos (1990-1993). Sua propaganda anunciava que esta deveria trazer a luta de classes ao domínio artístico, pois os artistas, mesmo os mais radicais, ao apoiarem-se nas relações capitalistas acabariam por nutrir a perpetuação deste modo de produção.

´A Greve da Arte busca liberar artistas e não-artistas da rigidez de rótulos e posturas que limitam nossa criatividade e atenção. (...) ela foi planejada como uma resistência política e não como uma greve econômica.´ Trechos do livro Greve da Arte

Apesar de os ultrajantes textos em Manifestos Neoístas/Greve da Arte de Stewart Home serem uma excelente referêcia para qualquer pessoa que estuda a vanguarda do pós-guerra, muitos o lerão apenas por sua vitalidade e senso de humor.

Avise-me quando disponível

R$ 27,00
Autoria:
Stewart Home
Stewart Home nasceu em Londres. Aos 14 anos foi obrigado a trabalhar em uma fábrica. Odiou a experiência e jurou nunca mais trabalhar. Desde então escreveu livros, fez exposições e organizou diversos festivais de vanguarda. Hoje, edita a revista Smile. A atividade intelectual de Stewart Home se desenvolveu a partir se sua exposição ao punck rock como adolescente dos subúrbios de Londres. Do punk, Stewart Home desenvolveu um interesse específico no dadá e no futurismo e, por volta de 1982, decidiu aplicar seu conhecimento da vanguarda histórica às suas atividades como músico de rock. Em 1984 começou a publicar a revista smile.

Como artista, organizador, escritor e editor, Stewart Home sempre teve presença provocativa na cena artística. Renomado por seu desrespeito às convenções do...
Leia mais sobre este autor e veja outros títulos.
Formato / Composição:
Formato: 14x 21cm
ISBN:85-7616-043-9
Páginas: 216


 
  
Twitter Facebook Myspace Blogger Delicious Digg Google Technorati



Atendimento telefônico: (11) 2799.7799 (Grande São Paulo) ou 08000.17.5678 (Demais cidades e estados).
Rua Funchal, 263 – Bloco 2 - Vila Olímpia CEP 04551-060 - São Paulo - SP
Contato assessoria de imprensa: imprensa@conradeditora.com.br - (11) 2799-7799 - ramal 1275
Contato comercial: vendas@conradeditora.com.br - (11) 2799-7799 - ramal 1223

Editora Conrad &